Rio Ligeiro

Mortandade de peixes e mau cheiro no Rio Ligeiro em Pato Branco

O mau cheiro nas imediações da estação de tratamento da Sanepar em Pato Branco já se incorporou ao dia a dia das pessoas no Bairro Fraron, e para os funcionários e empresários das empresas situadas no Distrito Industrial. Mas nos últimos dias uma preocupação voltou a rotina nas imediações da estação. O empresário João Canelo disse que o mau cheiro aumentou muito nos últimos três dias, e muitos peixes apareceram mortos. “ A gente até já se acostumou, ou na verdade desistiu de reclamar porque o problema do mau cheiro persiste há anos”, afirmou João.

No entanto nos últimos dias muitos peixes começaram a boiar no rio Ligeiro. São peixes de grande porte, o que leva a comunidade a acredita que deve ter ocorrido um vazamento em açudes na margem do rio à montante da estação de tratamento. “Como a qualidade da água do rio Ligeiro não é das melhores, os peixes devem ter morrido quando caíram no rio, mas o fato é que eles estão presos no lixo no leito, e como a quantidade é grande o mau cheiro está insuportável”, desabafou. As autoridades foram comunicadas e afirmaram que a morte dos peixes exóticos não ter ligação com os dejetos da estação de tratamento porque ocorreu acima do local onde ocorre a entrega da água da estação ao leito do rio. Os moradores reivindicam que ocorra a limpeza do leito do rio para que o lixo e peixes mortos sejam retirados.

Comentários